Apresentação

Embora tenha há muito abandonado sua fase de experimentalismos, somente em tempos recentes a Sociologia Jurídica logrou institucionalizar-se como disciplina autônoma no meio acadêmico brasileiro. A exigência de sua inclusão nos cursos de Direito, longe de se nos apresentar como mera formalidade, expressa a real necessidade de oferecer instrumental crítico ao profissional da área jurídica. A despeito de sua importância, poucos esforços têm sido realizados para sua difusão.

A criação da Revista Sociologia Jurídica, primeira publicação do gênero no Brasil, corresponde à tentativa de subverter esse quadro. Conscientes das limitações que o trabalho editorial nos impõe, temos a convicção de que ela poderá se converter em veículo apto a fomentar discussões de relevância para os interessados nos estudos sociojurídicos.

Conforme preceitua nossa Política Editorial, serão contemplados artigos com enfoques sociológicos e jusfilosóficos, sem que haja prejuízo da interdisciplinaridade na qual se assenta nossa proposta. Eventualmente, lançaremos números temáticos.

Esperamos que nosso trabalho possa contribuir para a difusão da Sociologia Jurídica e contamos com a colaboração de todos.

Observação: a Revista Sociologia Jurídica é uma publicação exclusivamente eletrônica.